24/01/2017

Royal Enfield - A História de uma Lenda


Boas Galera!

E então, após muito tempo de espera chega ao mercado brasileiro a centenária Royal Enfield. Muito provavelmente ainda no primeiro trimestre deste ano (2017) e com 3 de seus modelos clássicos, e por este motivo, trouxemos um pouco da história desta marca que consta ser a mais antiga em atuação. 

Esperamos em breve poder ver essas belezinhas rodando por ai, e você...

Boa Leitura!

De todas as marcas de motocicletas que ocuparam a indústria inglesa desde as últimas décadas de 1800, apenas uma está em funcionamento há mais de 100 anos, a Royal Enfield. George Townsend criou um negócio em 1851 em Redditch fazendo agulhas de costura. Em 1882 seu filho, também chamado George, começou a fazer componentes para fabricantes de bicicletas, incluindo selas e garfos. Em 1886, bicicletas completas estavam sendo vendidas sob o nome de Townsend.

Os primórdios da empresa têm sua origem em 1891 em Redditch, na Inglaterra por George Townsend Jr. e seu irmão, e em 1893 a Enfield Manufactoring Company Ltd, foi registrada como fabricante de bicicletas. Os irmãos queriam fazer uma bicicleta motorizada, com rodas de madeiras e rolamentos de ferro. Na época muitos deram risadas dos irmãos, mas eles persistiram no sonho de construir e inventar sua própria motocicleta e evitavam comprar peças de outros. Mas, devido a problemas financeiros, os irmãos foram forçados a pedir ajuda para poderem continuar com seus sonhos de construir peças especiais para bicicletas, foi quando neste momento, um casal de investidores de Birmingham (Albert Eddie) e assumem o negócio junto com uma pequena empresa de armas. A Enfield começa a fazer peças para o rifle Enfield, e este legado é refletido no logotipo da empresa, um canhão, e seu lema, "Made Like A Gun".

Quadricíclo Enfield 1898
A pioneira em seu lançamento em 1901
O primeiro veículo produzido pela Enfield e equipado com um motor foi lançado em 1898, um quadriciclo, semelhante a um ATV, que produzia 2,7 cavalos de potência. Nesta época a Enfield produzia quadriciclos com motores De Dion e experimentalmente uma bicicleta pesada equipada com motor Minerva, no entanto, a primeira motocicleta só foi oficialmente lançada em 1901 e foi equipada com um motor de 150cc e 1,5 cavalos de potência.

Em 1910, a empresa lançou uma das motos mais famosas já lançada pela marca, uma motocicleta equipada com um motor de 344cc V-twin que desenvolveu 2,7 cavalos de potência. A partir daí os próximos modelos eram equipados com motores da própria Enfield. Em 1911, a Enfield incluiu a palavra Royal ao seu nome, eles supriram o Exército Real Britânico com uma grande quantidade de motocicletas e também ganharam um contrato com o Governo da Rússia. Forneciam seu próprio motor, um 225cc, dois tempos, monocilíndrico e um V2 de 425 cc. Também produziram uma motocicleta com sidecar de 8hp equipada com uma metralhadora Vickers. Em 1912 a Royel Enfield Model 180 sidecar foi introduzida com motor JAP V2 de 770cc que obteve grande sucesso nas corridas de TT Isle of Man e Brooklands.

Enfield 1910
Foi pioneira no desenvolvimento de projetos mecânicos e líder de vendas até 1915. Com a chega a Primeira Guerra Mundial (1914 a 1918), a produção da Royal Enfield se direciona para o exército. Em 1921, foi desenvolvido um novo motor bicilíndrico de 976cc e em 1924 a marca lança sua primeira moto a quatro tempos utilizando um motor JAP de 350cc. Assim como os motores o design da moto foi dramaticamente melhorando. Alguns anos mais tarde, começaram a produzir motocicletas de 488cc que tinham caixas de câmbio de 4 velocidades.

Em 1928 é uma das primeiras companhias a que começam a usar tanques em formato de bulbo e suspensão dianteira com garfo de mola centralizada. Entretanto, durante a Grande Depressão, a companhia tem perdas financeiras e em 1931 Albert Eddie falece e seu sócio, R.W. Smith logo em seguida, dois anos depois. Não são desenvolvidos novos modelos até a chegada dos anos 1930 (!), quando a renomada Bullet aparece pela primeira vez. A Bullet tinham motores de 250cc, 350cc e 500cc dando excelentes resultados em momentos diferentes, o que fez seu nome presente até os dias de atuais.

Royald Enfield WD/RE 1943 - O Percevejo Voador
Durante a Segunda Guerra mundial, a então Enfield Cycle Co. produziram os modelos WD/C 350cc de válvulas laterais, WD/CO 350cc OHV, WD/D 250cc SV, WD/G 350cc OHV e a WD/L 570cc SV. Uma das mais conhecidas Enfileds foi a Royal Enfield WD/RE, conhecida como "Percevejo Voador", uma moto leve de 125cc projetada para ser lançada de pára-quedas com as tropas aéreas. Neste período, com a missão de estabelecer uma linha de produção longe das vulneráveis "Midlands", uma fábrica subterrânea foi construída em 1942 em Westwood, Waltshire.

Royal Enfield Constellation 700cc
Em 1948 inicia-se o desenvolvimento de uma novo formato para a mola de suspensão traseira inicialmente equipando modelos de competição e logo também equipava a estradeira Bullet 350, uma monocilíndrica OHV, que foi um sucesso de vendas por oferecer um rodar suave. Uma versão 500cc apareceu logo depois. Em 1949 a Royal Enfield apresentou sua versão dos agora populares motores bicilíndricos, com 500cc Meteor, 700cc Super Meteor e 700cc Constellation. A Constellation 700 foi descrita como a primeira Superbike.

Propaganda do início das atividades
As Royal Enfield são vendidas na Índia desde 1949, e em 1955, o governo indiano procurava uma motocicleta adequada para a polícia e o exército patrulharem suas fronteiras. A Bullet foi escolhida como a mais adequada para o trabalho. O governo indiano encomendou 800 unidades da Bullet 350. Neste mesmo ano, a companhia de Redditch fez uma parceria com a Madras Motors formando a Enfield India para montar, sob licença, a Royal Enfield Bullet 350 em Madras (hoje Chennai). Em 1957 o maquinário de ferramentaria foi vendido para a Enfield India. 

Entre 1955 e 1959 Royal Enfields foram pintadas de vermelho e vendidas nos Estados unidos como Indians Brockhouse Co. Mas os americanos não ficaram impressionados com a engenharia e o acordo comercial terminou em 1960 e em 1961 a Royal Enfield passou a comercializar seus produtos nos Estados Unidos sob seu próprio nome. A maior Enfield "Indian" foi a bicilíndrica Chief 700. No fim dos anos 1950, a Royal Enfield investiu nas 250cc como a GP (esportiva), a Moto-X (uma scrambler) e a Crusader com motor OHV acionado por varetas.

Durante os anos 60, o fabricante Inglês começou a enfrentar problemas devido ao domínio das empresas japonesas da motocicletas. Como uma resposta a seus rivais, a Royal Enfield desenvolveu a Série I e II do modelo Interceptor, uma motocicleta, que poderia atingir uma velocidade máxima de 175 km/h. Em 1962, a empresa foi vendida na Inglaterra, mas sua produção continuou na Índia.
Em 1965 lançou uma variante chamada Continental GT com tanque esportivo vermelho, 5 marchas, guidões rebaixados, escapamento escovado e banco monoposto. Embora esses modelos fossem muito bem-sucedidos nos Estados Unidos, a empresa começou a ter problemas e por isso decidiu fechar a fábrica em 1967.

Em 1984 a Bullet volta à Inglaterra e ao mercado europeu, mas desta vez fazendo parte de um grupo industrial indiano. Em 1993, a Royal Enfield apresentou primeira motocicleta a diesel do mundo. No final de 1998, um novo motor foi desenvolvido para melhorar o desempenho das motos Royal Enfield. Em 2008 é apresentada na Alemanha o motor EFI, este propulsor com injeção eletrônica de combustível, monocilíndrico, construído em uma única peça, desenvolvido para atender as normas de emissões europeias.



O motor EFI é hoje o que dá vida à lendária Electra e também os mais novos elementos da família Royal Enfield, a Classic 500 e a 350 Classic. Caracterizadas por um projeto moderno, com linhas clássicas e charmosas, marcando uma nova etapa na história da marca e abrindo caminho no mercado internacional. Assim, depois de mais de 120 anos da Royal Enfield mantém sua receita no desenvolvimento tecnológico, boas idéias e preservando seu estilo clássico. 

Hoje a Royal Enfield fabrica e vende no mercado indiano e exporta para Europa, América, África do Sul e Austrália. Na América Latina, a marca está presente em países como Brasil, Argentina, Colômbia e Equador. A companhia original sediada em Redditch continuou suas operações com trabalhos de engenharia e usinagem de alta precisão até 1971, quando fechou definitivamente. Hoje as motos Royal Enfield são fabricadas de acordo com o padrão de qualidade originais pela Enfield India. A Enfield Cycle Company é responsável pela concepção e produção original da Royal Enfield Bullet, o design mais antigo da motocicleta na história.



Espero ter ajudado!






Boas Estradas!



Sites Oficiais:
              https://royalenfield.com                             http://www.royalenfield.cl/historia/




Um comentário: